Cartas para mim

Cartas para mim

Hoje abro, saboreio e compartilho os presentes que preparei há um ano atrás, para mim mesma, em forma de cartas, que escrevi ao final de um ciclo de vivências do Círculo de Mães, projeto que desenvolvo com a Alcione Andrade desde maio de 2019. Cada mãe escreveu para si. Como eram duas turmas escrevi duas cartas!!

Carmela Bardini – 17/09/2019

Círculo de Mães e eu aqui, começando de onde eu sou, me permitindo construir vínculos, me fazer ver e enxergar outras mulheres.

Sou cura para minhas feridas, sou porto seguro para minhas inseguranças. Trago minhas verdades, ainda com dúvidas e incertezas de quem tem muito a despertar.

A cada encontro um novo processo. Falas que ressoam dentro de mim, emoções que me permito sentir.

Neste momento estou sentindo que preciso dar mais um salto, investir mais em ampliar o espaço físico onde atuo, para ter mais liberdade, mais possibilidades, mais espaço para organizar tudo que faço. Isso vai demandar mais crença na abundância, na certeza de que posso cocriar esta nova realidade. Posso receber apoio, fazer trocas, parcerias, beneficiando à mim e a outras mulheres que buscam protagonizar suas carreiras alinhadas com suas verdades.

Sou capaz, mereço, posso, quero, sei, compreendo os processos, respeito os tempos e abro espaço para deixar viver o que mora em mim.

Sou potência de ação, mulher das redes, da comunicação.

Sou um dia de cada vez, sou o pulsar do meu coração, sou fibra, sou pluma, sou vento e ventania. Filha do tempo, irmã da ousadia.

Sou silêncio, sou voz, sou intensa, profunda e autenticamente original. Protagonista, bandeirante, estrangeira de si, portadora de luz e sombra, alegrias e tristezas, sucessos e fracassos.

Abundância, abundância, abundância, fonte inesgotável de querer e saber.

Seguimos!

Carmela Bardini – 24/09

Estou eu aqui de novo!! Mais um Círculo, mais um presente divino, um encontro de almas, daqueles para construir pontes e eliminar os abismos que me tiram o chão por onde pisar, mas que também me fazem construir asas, para alçar verdadeiros vôos, daqueles que não sei exatamente onde irão me levar, mas que a confiança e a capacidade de arriscar, somado à uma boa dose de autovalorização (antes achava que fosse irresponsabilidade), me levam a atravessar fronteiras de tempo, espaço e recursos materiais.

Eu cocrio minha realidade e a cada dia tenho a grata oportunidade de provar os sabores e dasabores de ser quem eu sou e fazer as escolhas que faço.

Meu desafio é me abrir para que outras pessoas estejam próximas à mim, compartilhando os trabalhos e colhendo os frutos do que em grupo podemos alcançar.

Por mais encontros e projetos, daqueles que podem em si, alimentar meu corpo ao invés de me resecar e sugar.

Tempo para mim, qualidade nos usos do tempo e espaços aos quais eu sou guardiã.

Força e leveza são minhas mestras.

Liberdade é meu caminho.

Espero ser mais dona de mim, dos meus tempos, soberana, iluminando os caminhos, assentando as escolhas, aparando arestas e seguindo em frente, feliz, feliz, segura e satisfeita. Aberta aos milagres da vida!!

Cartas de autoria da Carmela Bardini

Deixe uma resposta